IMG-20160526-WA0045-1-1

Abertura do Intercom Sul 2016: expectativas, intercâmbio cultural e científico

No primeiro dia do Intercom Sul 2016, na PUCPR todos os monitores e demais membros da organização estavam circulando pelo bloco vermelho e atendendo aos participantes do congresso. A decana da Escola de Comunicação e Artes, Eliane Francisco Maffezzolli, fala das expectativas do congresso até sábado. “A nossa expectativa enquanto organização é que tudo flua muito bem, tanto no acolhimento como na apresentação de trabalhos, esperamos que tudo seja da melhor forma possível. Com tantas pessoas circulando e falando de comunicação, a expectativa é que todos saiam daqui diferentes, melhores e com boas perspectivas na sua formação e profissão”.

A estudante do 6º período do curso de jornalismo da PUCPR, Taís Arruda apresentou o trabalho “Notícia de Bolso”, projeto de notícias feitas exclusivamente pelo celular, com a produção dos alunos de jornalismo e a orientação do professor Zanei Barcellos. Ela acredita que a visibilidade do projeto é fundamental para incentivar os alunos, “às vezes nós temos a impressão de que um trabalho nunca vai sair daqui, mas estes eventos mostram que é ao contrário, e que você tem a chance de mostrar o que faz. Eu penso em fazer mestrado e sei que esses eventos agregam para quem pensa em seguir carreira acadêmica”, conta.

A professora universitária Ana Laura Paraginski, saiu da Universidade de Caxias do Sul, do Rio Grande do Sul juntamente com outros professores e alunos. O trabalho apresentado por ela é nomeado como A construção da credibilidade do Jornalismo Colaborativo na Web e é baseado em um estudo de caso do blog Do Leitor, do Jornal Zero hora. Segundo Ana, “o estudo de caso que apresentei tem como objetivo analisar como é o trabalho do jornalista e também como o profissional de jornalismo têm essa ligação com conteúdos do cidadão que também é repórter em um canal colaborativo como a web”, explica.

Já formada, a jornalista e ex-aluna da universidade, Caroline Stédile apresentou o projeto de TCC, o aplicativo Aspas em que o principal propósito era ser uma plataforma matérias de jornalismo investigativo e humanizado. O app ficou entre os 5 melhores da categoria e ela vê isso como uma recompensa. “Vai ser muito recompensador se a gente ganhar mas os outros trabalhos estão bem legais também. É um trabalho que demandou bastante tempo e dedicação, por isso estamos muito felizes”, afirma Caroline.

Visão Holística

O tema do congresso neste ano é “Comunicação e Educação entre Fronteiras: caminhos integrados para um mundo em transformação”, portanto, toda a programação é convergente. Para a decana, Eliane Maffezzolli, essa integração é muito importante para o desenvolvimento da área acadêmica, a gente tem uma mudança de perfil de quem está envolvido muito grande e isso nos faz refletir sobre como o ensino e a aprendizagem deve contribuir para essa área e estamos muito convictos que não podemos repetir modelos de 10, 20 anos atrás e a ideia é ter um modelo inovador nos próximos anos”.

voltar

Acesse também: